Grandes Mestres

 
Chojun Miyagi Sensei
Chojun Miyagi nasceu na cidade de Naha, em Okinawa, no dia 25 de abril de 1888, em uma família aristocrática. Ele começou seu treinamento formal aos 11 anos, num dojo de Ryuko Aragaki. Aos 14 anos, ele foi apresentado a Kanryo Higaonna, O treinamento era muito severo, Conta-se que às vezes Miyagi desmaiava ao executar no treinamento exigente de Higaonna. Mestre Miyagi então viajou para a China, onde treinou na provincia de Fukien, na China, por 2 anos. Em 1921, ele foi escolhido para representar o Naha-tê em uma apresentação para a visita do príncipe herdeiro Hirohito. Na ocasião, realizou uma performance impressionante, onde nunca antes alguém tivesse realizado tal feito. Foi o fundador do estilo Goju-ryu. Em 1929, foi convidado para ir ao Japão por Gogen Yamaguchi, a fim de promover o estilo no país. Jigoro Kano (o fundador do Judo), visitou Okinawa em 1927, e ficou tão impressionado com mestre Miyagi, que o convidou a voltar ao Japão em 1930 e 1932, para fazer várias demonstrações. Chojun Miyagi morreu em 8 de Outubro de 1953, de ataque do coração.
Gogen Yamaguchi Sensei
Gogen Yamaguchi nasceu em 20 de janeiro de 1909 na cidade Kagoshina ao sul de Kyushu. Ainda jovem, começou a treinar o tradicional estilo de kenjutsu de Satsuma samurai, jigen-ryu, judo,  e Karatê com um carpinteiro chamado Sr. Murata, um experiente karateca de Okinawa. Murara Sensei impressionou-se com o jovem Yamaguchi devido sua atitude séria, e boa vontade para o treinamento severo. Ensinou tudo o que sabia de Goju-Ryu a Gogen. Foi nesta época que Yamaguchi recebeu a alcunha de “Gogen” (que signifca Severo, Ríspido), pois, este não era, de fato, seu verdadeiro nome. Em 1931, começou a treinar com mestre Chojun Miyagi. E Miyagi, então, nomeou Gogen Yamaguchi como seu sucessor na escola Goju do Japão. Gogen Yamaguchi foi o fundador da IKGA, e teve muito sucesso em unir todas as escolas de karatê do Japão numa instituição única que resultou na formação da Federation of All Karate-Do Organization (FAJKO), em 1964. A Kokusai Budo Renmei International Martial Arts Federation do Japão – entidade cujo dirigente é o Príncipe Higashikuni, da família Imperial Japonesa – nomeou Mestre Gogen Yamaguchi “Shihan” da divisão das organizações de karatê. Nunca antes um homem simples recebera tão importante reconhecimento pelo desenvolvimento e propagação do Karatê-Do. Yamaguchi morreu em 1989.
Ryuzo Watanabe Sensei
Ryuzo Watanabe nasceu em Fukushima, Japão em 29 de Janeiro de 1923. Saiu do Japão, com seus familiares em dezembro de 1929, como passageiros de um navio cargueiro, e desembarcou no Brasil em 07 de Fevereiro de 1930. Começou seus treinos de karatê aos 37 anos mestre Seichi Akamine. Não foi fácil! Procurou a Associação Brasileira de Karatê (ABK) que, na época, era uma organização muito fechada. Não lhe foi permitido acesso imediato. Alguns anos depois, após a visita da maior autoridade da Goju-kai no Brasil, Sensei Watanabe recebeu a determinação de tomar o cargo de Diretor da Sucursal por nomeação direta do Grande Mestre Gogen Yamaguchi do Japão. Em 1965, tornou-se presidente da ABK, da USKG e UKGB foi vice-presidente da IKGA internacional. Hanshi Ryuzo Watanabe, dedicou praticamente toda sua vida ao Karatê. Em 5 de dezembro de 1998, Hanshi Ryuzo Watanabe falece, e deixa um legado a milhares de karatecas, não só no Brasil como  em todo continente sulamericano.
Goshi Yamaguchi Sensei
No dia 28 de setembro de 1942, Hirofumi “Goshi” Yamaguchi nasce em Shinjing, na Manchúria, terceiro filho de Kayso Gogen Yamaguchi e de Midori Yamaguchi. Mestre Goshi começa praticar karatê-dô aos 8 anos de idade no dojo Senzoku, localizado em Asakusa. Em 1957 é graduado como shodan, em 1959 como nidan e em 1962 recebe a graduação de sandan, ocasião em que inícia-se como instrutor.Em 1963, inícia seus estudos de direção cinematográfica no departamento de artes da Universidade do Japão. Durante seus estudos, mais precisamente, no ano de 1967, mestre Goshi viaja aos Estados Unidos. Neste país, ensina karatê durante um ano no dojo de seus irmão maiores – Norimi e Gosei Yamaguchi – em São Francisco. Ao retornar ao Japão, organiza uma série de seminários de karatê-dô pelo país. Após graduar-se, em 1969, passa a dedicar-se integralmente ao karatê. Atualmente, Saiko Shihan Goshi Yamaguchi é reconhecido como árbitro internacional e um instrutor autorizado pela Japan Karatê-dô Federation. Da mesma maneira, é mundialmente conhecido por suas capacidades físicas e espirituais. Realiza com frequência seminários, demonstrações e cursos, não apenas de karatê, mas também de arbitragem em mais de 40 países entre os quais, os países do bloco sulamericano, no qual inclui-se o Brasil. Além de sua “peregrinação” para difundir a arte das mãos vazias, produziu uma série de livros e vídeos para “o crescimento e conhecimento do budô para o resto do mundo”…
Ao completar 65 anos de idade, recebe o título de Hanshi Shihan, 8º dan de Karatê-Dô Goju Ryu devido ao trabalho desempenhado dentro da IKGA, e no momento desenvolve os katas criados por seu pai antes de sua passagem.
Luiz Antonio Kotsubo Sensei
Sensei Luiz Kotsubo, recebeu das mãos do Saiko Shiran Goshi Yamaguchi a representação oficial da IKGA (International Karate Do Goju kai Association) no  Brasil, para a qual foi encarregado da missão de reconstruir a  escola Goju kai no país ao dar continuidade ao trabalho de Ryuzo Watanabe Sensei, resgatar os valores, e atualizar continuamente as especificidades técnicas do estilo. O legado recebido por Kotsubo Sensei aconteceu após um longo período em que nosso país ficou sem representantes do estilo Goju kai, mais precisamente, desde 2000, ou seja, dois anos após o falecimento de Watanabe Sense. Renshi Kotsubo, é o fundador e presidente da IKGA Brasil.
Gichin Funakoshi Sensei
Gichin Funakoshi nasceu em Shuri, Okinawa, em 1868, o mesmo ano da Restauração Meiji. Funakoshi era filho único, e logo após o seu nascimento fora levado para a casa dos seus avós maternos, por quem foi educado e introduzido na aprendizagem de poesias clássicas chinesas. Aos 11 anos de idade iniciou seus estudos, com o mestre Asato, no rígido sistema Naha-tê (força e contração), e com o mestre Itosu no sistema Shuri-tê (velocidade e elasticidade). Em meados do fim do ano de 1921, em uma exposição de educação física promovida pelo governo Japonês em Tokyo, mestre Funakoshi foi escolhido como representante da ilha de Okinawa, para fazer, oficialmente, a primeira demonstração pública do Okinawa-tê na capital japonesa. Mestre Funakoshi reestruturou e codificou as técnicas de luta passando a chamá-las de Karatê-dô. Funakoshi, o “Pai do Karatê Moderno”, morreu em 26 de Abril de 1957. Em seu túmulo negro, em forma de cruz, estão as palavras “Karate Ni Sente Nashi” (No Karatê, não existe atitude ofensiva).
Kenwa Mabuni Sensei
Enquanto Funakoshi treinava com ltosu, um de seus amigos e companheiros de aula era Kenwa Mabuni. Mabuni nasceu em 14 de novembro de 1889. Escolheu seguir um estilo diferente de Karatê, e, por este mitivo, viajou a Naha para treinar com Higashionna. Mabuni ficou com Higashionna durante muitos anos. Inclusive treinou, ainda que por pouco tempo, com Chojun Miyagi. Mestre Miyagi regressara de seus treinamentos na China, e a intenção de Mabuni era aprender com ele as novas técnicas que trazidas da China. Assim como Funakoshi, Mabuni mudou-se para o Japão e fundou o Shito-ryu. Shito era uma combinação dos nomes dos seus dois Mestres, Higa[shi]onna e I[to]su. Mabuni ensinava uma combinação do estilo puro e linear do Shuri-tê de Itosu, e do estilo suave e circular de Naha-tê. Kenwa Mabuni morreu em 23 de Maio de 1952.
 Hironori Otsuka Sensei
Hironori Otsuka, nasceu em 1º de Junho de 1892 em Shimodate Ibaragi. Começou a treinar com Funakoshi em 1926. Nos anos 30, Otsuka era considerado um dos melhores praticantes de Karatê do Japão. É curioso assinalar o fato de que, quando Otsuka fez-se aluno de Funakoshi, já era um Mestre de Shindo Yoshin Ryu Jujitsu. Contudo deixou abandonou seu antigo estilo para treinar com Funakoshi. Depois de praticar durante mais de dez anos com mestre Funakoshi, Otsuka  o deixa e começa a estudar outros estilos de Karatê durante curtos períodos. Existem provas de ter, inclusive, treinado com Choki Motobu, antes de fundar seu próprio estilo de Karatê, em 1939, o Wado-ryu (Wa significa “harmonia” e Do “caminho ou via”). Otsuka combinou o Karatê que aprendera com Funakoshi, com seu próprio estilo Yoshin Ryu Jujitsu, e, deste modo, desenvolveu um sistema muito mais suave que o resto dos estilos. Seus treinamentos priorizam a perfeição da mente à perfeição da técnica. Otsuka morreu em 29 de janeiro de 1982.
 Choshin Chibana Sensei
Instituído, segundo algumas fontes, por Choshin Chibana (Okinawa, 05 de julho de 1885),  o estilo com o nome “Shorin-ryu” em 1933), é uma das escolas mais tradicionais de Karatê de Okinawa. Shorin é a tradução japonesa da palavra chinesa Shaolin (que, traduzida para o português, significa “pequeno bosque”). Esse nome se deve ao fato deste estilo de Karatê ser formado a partir da junção de técnicas da luta de Okinawa – denominadas Okinawa-tê – com lutas chinesas. Mestre Chibana dedicou-se ao intensamente ao Karatê-Dô dos 13 aos 85 anos de idade, além das homenagens que recebeu, transmitiu suas técnicas a mais de 5.000 alunos. Em 29 de abril de 1968, Mestre Chibana conquistou mais uma honraria para o Karatê-Do de Okinawa: foi premiado com a 4ª Ordem do Tesouro Sagrado (Kunyonto) pelo Imperador Hirohito do Japão. Em 1964, foi constatado que o Mestre Chibana tinha um câncer terminal da garganta. Mas devido a sua dedicação para com a arte do Okinawa Shorin-Ryu, ele continuou ensinando, embora o seu corpo começasse a debilitar com a expansão do câncer. Sensei Chibana morre em 26 de Fevereiro de 1968.
Anúncios